Moqueca Capixaba: É tão fácil de fazer, que tem grande chance de dar errado

Não precisa nem pensar duas vezes, o prato típico do Espírito Santo é a moqueca capixaba.  Eu sou super fã e assumo até que sou uma daquelas pessoas que enchem a boca pra dizer, com todo respeito aos outros estados, que “moqueca só capixaba, o resto é peixada”.

É fácil de fazer, tem poucos ingredientes, fica pronta rapidinho, é bem saudável e enfeita qualquer mesa quando é servida nas panelas de barro, que também são uma tradição daqui.

Lá em casa, quem se destaca na cozinha é o marido. Apesar de ser carioca, criado em São Paulo, o Jean já é um especialista nas delícias culinárias do Espírito Santo. A moqueca fica perfeita, e não pode faltar quando as pessoas que amamos vem nos visitar aqui.  Quase sempre é um sucesso.  Eu digo quase porque o cozinheiro é tão bom que às vezes quer melhorar o que não precisa ser melhorado.  E aí estraga.

Foi assim quando os sogros (os meus) vieram do Rio de Janeiro para a primeira visita. Na tentativa de caprichar ainda mais, um pouco de tempero baiano foi parar na panela. Não sei nem dizer se ficou gostoso. Só sei que não era mais moqueca. A azeitona também é um perigo. Você gosta? Então deixe o pote bem longe pra resistir à tentação de colocar.

A moqueca do Jean. Esta deu super certo!

É fato comprovado: melhor não acrescentar ingredientes à tradicional moqueca capixaba. Ela é simples assim mesmo e, talvez por isso, uma delícia. Ah… camarões são permitidos. Só eles.

Pra acompanhar a moqueca, bastam arroz e pirão – feito com farinha e a cabeça do peixe. Pra mim não pode faltar também a moqueca de banana da terra.

Ficou com água na boca? Então vamos à receita:

Ingredientes (para 6 pessoas/ ou 4 que comam bastante)

2 quilos de peixe fresco (badejo, robalo, cação, papaterra, pargo); 4 a 5 maços de coentro; 4 maços de cebolinha; 2 cebolas pequenas; Tomate a gosto; 2 limões; Azeite; Colorau; Sal; Pimenta a gosto; Farinha para o pirão.

Modo de preparo:

Coloque o peixe cortado em postas dentro de uma vasilha com sal e suco de um limão por pelo menos uma hora. Lembre-se de separar a cabeça para o pirão. Em uma panela de barro grande coloque duas colheres de óleo, uma colher de azeite, cebolinha, cebola, coentro, tudo bem picadinho. Acrescente o tomate cortado em rodelas, como se fosse forrar o fundo da panela, e o colorau a gosto. Arrume as postas do peixe e cubra com mais um pouco de cebolinha, cebola e coentro picados.  Não adicione água, nem sal (aqui, o moquequeiro de primeira viagem geralmente cede à tentação e coloca água, mas não precisa mesmo) . Deixe cozinhar em fogo brando e, quando levantar fervura, acrescente algumas gotas de limão. Tampe a panela e deixe cozinhar por cerca de dez minutos. Só então corrija o sal, se for necessário.

Para o pirão, você pode fazer da mesma forma. No lugar das postas, coloque a cabeça do peixe. Quando ela estiver cozida, acrescente água fervente (agora pode) e deixe no fogo até quase desmanchar. Retire as espinhas, teste o sal, e vá acrescentando a farinha de mandioca até o ponto de pirão, mexendo sempre pra não empelotar. Cuidado para não colocar demais; parece que vai ficar molenga, mas quando começa a borbulhar, engrossa.

Moqueca de banana da terra

Quer a receitinha da moqueca de banana da terra também? (Experimenta!) É  o mesmo caldo da moqueca, só que no lugar do peixe, você coloca a banana da terra cortada em rodelas grossas. Deixe cozinhar por 20 minutos ou até que a banana fique mole.

 

 

 

39 comentários sobre “Moqueca Capixaba: É tão fácil de fazer, que tem grande chance de dar errado

  1. A mais fidedigna. Na verdade cada capixaba tem a sua receita própria. Na minha eu coloco 3 tomates para cada kilo de peixe limpo e uma cebola grande para cada kg picando todos os ingredientes. Preparo o molho e desligo a panela. Arrumo o peixe, tampo e esqueço. Quando a fome apertar fervo 5 minutos e sirvo.

    Curtir

  2. Olá, irei fazer uma moqueca amanhã para umas 15 pessoas, são pessoas especiais, estou até com um friozinho na barriga. Moro em SP há 12 anos e nunca me esqueço das delicias de casa, mas sempre que posso ofereço a tradição capixaba em minha casa e o pessoal ama. Vou fazer essa receita e depois te conto como foi. Agora gente, leite de coco em moqueca capixaba não rola, me desculpem, mas na verdadeira moqueca capixaba o leite de coco passa longe. Abraços

    Curtir

  3. Pingback: Moqueca Capixaba - Comendo Chucrute & Salsicha

Oba! Comentários são uma alegria!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s