Com ou sem sotaque: Mais uma aula de capixabês.

Deixa eu falar, capixaba se orgulha muito de não ter sotaque. E não venha dizer o contrário, é debate na certa. O problema principal nessa história é que só a gente acredita o bendito do sotaque não existe. Já ouvi carioca dizer que nós  aqui falamos cantando. Mineiro tentando convencer que a gente troca o ê pelo i no final das palavras, algo do tipo ” genti, dependi, entendi, senti”.  Quer conquistar antipatia? É só dizer que  “o sotaque capixaba é uma mistura do carioca, mineiro, baiano, paulista”. Aí é difícil de engolir, nunca assumiremos tamanha falta de personalidade!

Bom, não temos sotaque (não, não temos, não senhor), mas temos expressões únicas. Não quer dar mole? Na padaria, de manhã cedinho, nada de pedir pão francês. Aqui, café quentinho, manteiga derretida, combinam bem é com pão de sal. E o contrário é o pão doce.

O NÃO, puro e simples, é uma palavra que tem variações no nosso vocabulário. Preferimos dar ênfase à negativa: quer dizer não, solte logo um É ruim, hein?!. A expressão do rosto pode variar, da incredulidade à revolta. Vamos dar exemplos: 

“Foi você que fez isso errado?”  – É ruim, hein? (revolta indignada)

“Você vai levar as crianças à festinha de aniversário na hora do jogo do Flamengo?” – É ruim, hein? (absurdo irônico) 

“Fulaninho tá afim de você! ” –  É ruim, hein? (deboche adolescente). 

O Capixabês no trânsito. No Espírito Santo paramos no sinal vermelho e não na sinaleira ou no semáforo.

 E não tem o “deixa eu falar” lá do começo do texto? É típico nosso também, mas tem que pronunciar “xôfalá”.  Assim mesmo, sem sotaque.

41 comentários sobre “Com ou sem sotaque: Mais uma aula de capixabês.

  1. Sou mineiro e trabalho no Norte do ES e observo que eles assimilaram muito o trem , o só etc. dos mineiros. Agora o que eu reparei na conversa deles é que toda frase tem que ter um “NÃO TEM?”. Exemplo: se eles querem te falar de um passeio, eles dizem: “não tem aquela sorveteria”? e aí o papo desenvolve. Teve um dia em que contei uns OITO “não tem” em uma única frase. Graças a Deus o Brasil é um país abençoado e pacífico. E pensar que mineiros e capixabas já fizeram a Guerra do Contestado e hoje vivem em harmonia. Na antiga Iugoslavia não é assim.O Brasil está de parabéns pelo povo que tem

    Curtir

    • Pra mim, sotaque é mais do que palavras características de determimados estados, eu vejo sotaque como a forma em que cada estado fala! Por exemplo o mineiro independente de “trem, uai, sô, bão…” existe um jeitinho de falar que é só deles, você escuta e já sabe que é mineiro, e nem precisa usar as palavras acima, o carioca não precisa falar as palavras típicas de lá, basta eles colocarem um x onde não tem e você já sabe que é um carioca, Paulista coloca (r)bem puxado, os gaúchos tem uma forma de falar que é bem marcante também… e os capixabas na minha opinião não tem sotaque, aqui porta é porta mesmo, não é porrrrrrta, cores é cores mesmo, não corexxxx, enfim… como eu disse aqui tem palavras típicas como “massa”, “pocar”, “pão de sal”… e isso cada estado tem, mas na hora de falar, falamos como se escreve, se você vê uma capixaba falando arroiz, é a convivência com pessoas de outros estados, aqui se fala muitas palavras de outros estados tambem, tem gente por aqui que fala sim “trem”, pão francês, mano, coé, pode crer … enfim… isso porque convivemos com muitas pessoas de diferentes estados, é uma mistura! Eu por exemplo sou capixaba e falo Arroz com Feijão!

      Curtir

  2. Capixaba tem sotaque sim gente. Sei disso porque sou capixaba e moro há alguns anos em outro estado, várias pessoas me perguntam de onde eu sou e acham engraçado a forma que pronuncio a letra r em palavras como “porta”, “carne”, “verde”, rsrs. Não temos aquele sotaque específico que possa nos identificar como capixaba, o que ocorre com os paulistas, cariocas, gauchos, mas temos sim.

    Curtir

  3. Adore o temai! É óbvio que temos sotaque, minha gente, uma vez que não falamos a norma-padrão do Português Brasileiro – simplesmente, porque tal coisa inexiste! Porém, nosso “capixabês” soa mais neutro do que o que se ouve em outras paragens. É menos gritante, digamos, que o dos três Estados vizinhos. Na verdade, ao contrário do que ocorre em muitos outros países, bem menores do que o nosso – em Portugal, por exemplo – a divisão fonológica e dialetal do Brasil é um assunto pouco ou fracamente estudado por linguistas e filólogos. Já outra coisa são os neologismos, certas expressões regionais e vocábulos que, no ES, usamos com um outro significado ou de maneira até bem criativa para facilitar a comunicação cotidiana. Agora, convenhamos, com a dominação paulista na mídia nacional, é duro ter que ouvir aquela pronúncia da vogal altamente nasalizada, seguida de N, nos gerúndios (como em andando, entendendo); sem falar nos Rs à la Inglês Americano! Aff! E, sim, de acordo com os estudiosos, o dialeto paulista é chamado de CAIPIRA!!!

    Curtir

  4. Eu como um verdadeiro capixaba(nasci, cresci e vivo na Ilha de Vitória) concordo em parte. Realmente o capixaba é o que menos tem sotaque no pais( e não me venha com réplica), mas tenho que confessar que o nosso sotaque é bem disfarçado; nós fazemos um pequeno “xi”(tipo um leve assobio) em certas palavras: exemplificando – não falamos biCHo, falamos “biXo”; em ligaÇão o som é de ligaSSão; e em capixaba o som é de capiXaba mesmo! Falar assim é massa!
    Agora tô sem tempo, porque tá na hora hora de comer meu “pão de sal” que é tão gostoso que “poca a boca do balão”! Ah, não vou esqueçer de tampar direitinho o que sobrar para a “taruira” não subir em cima.

    Curtir

  5. Hehehe… ótimo!
    Adoro nosso dicionário, msm pq, NÃO TEMOS sotaque, nem adianta insistir!

    Mas de todos os itens da nossa “língua” popular, o mais morri de rir quando percebi que era verdade é a contagem para alguma coisa. Por exemplo: o papai capixaba vira para o filho que está em cima da mesa e pede para ele pular no seu colo. Opção 1: Antes da criança se jogar ele conta “1, 2, 3 e já” ou prefere usar: “Um, dó, lá, si e já!”… Essa é típica do capixaba… Harmonia musical é com a gente mesmo! rsrsrsrsrs….

    bjs!

    Curtir

  6. Gostei, mas faltou o “POCAR” rsrsrs…
    pocar uma bola = (estourar uma bixiga de assoprar),
    pocar sua cara = (uma porrada no rosto),
    pocar a corda = (corda arrepentada), srsrrs…
    Costumo dizer que o capixaba é igual americanos, uma unica palavra tem varios significados. Capixaba é unico, nao existe igual.

    Curtir

Oba! Comentários são uma alegria!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s